Início Política Luísa Damião aborda com homólogo cabo- verdiano reforço das relações entre o MPLA e o PAICV

Luísa Damião aborda com homólogo cabo- verdiano reforço das relações entre o MPLA e o PAICV

por Redação

O reforço das relações entre o MPLA e o PAICV deve continuar a ser uma prioridade. Nesse sentido, a vice-presidente do MPLA, Luísa Damião conversou com o seu homólogo cabo-verdiano, João Baptista Pereira, sobre o actual estado das relações entre os dois partidos, entre outros assuntos

A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, teve um encontro de cortesia, terça-feira (11), na sede nacional do MPLA, em Luanda, com o seu homólogo do Partido Africano para a Independência de Cabo Verde (PAICV), João Baptista Pereira, que é igualmente vice-presidente do Partido que governa a República de Cabo Verde, e está em Angola no quadro de uma visita oficial do Presidente José Maria Neves.

João Baptista Pereira, à saída do encontro,  revelou que aproveitou a oportunidade para apresentar  “os cumprimentos de ano novo, em nome do PAICV, saudei o VIIIº Congresso do MPLA, que foi realizado em finais de 2021, bem como a sua reeleição ao cargo de vice – presidente do MPLA”, disse o político.

O vice-presidente do PAICV afirmou que falaram também das relações históricas e de cooperação que ligam os dois partidos e, “conjuntamente, perspectivamos o aprofundamento das relações entre as referidas forças políticas”.

“Angola vai realizar eleições em Agosto deste ano. Sobre a matéria, discutimos aspectos relevantes, pelo que auguramos sucessos ao MPLA e ao povo angolano na sua caminhada rumo ao desenvolvimento e a concretização da democracia em Angola”, referiu João Baptista Pereira.

“Os dois partidos têm um papel essencial, no estreitamento das relações entre os dois países”, disse e, continuando, afirmou que o Camarada João Lourenço, Presidente do MPLA e da República de Angola, perspectiva o reinício dos voos entre Luanda e Praia. “Vamos traçar outros destinos ao nivel de parcerias estratégicas, de modo a ver o desejo dos povos cabo verdianos e angolanos a ser materializado”.

No final, João Baptista Pereira, avançou que Angola tem experiência no que toca a realização de eleições.

“Um dos factores importantes tem a ver com a unidade e a coesão das forças políticas, irmanados na mesma causa que da promoção dos nossos povos, que é o essencial para ganharmos, com sucesso, as eleições e desenvolver os povos de Angola e Cabo Verde”, concluiu. SP

Poderá também achar interessante