Início Política “Tem sido tratado como inimigo”: ex-presidente do BES Angola acusa justiça portuguesa de racismo e colonialismo em tribunal europeu

“Tem sido tratado como inimigo”: ex-presidente do BES Angola acusa justiça portuguesa de racismo e colonialismo em tribunal europeu

por Redação

Álvaro Sobrinho, o ex-presidente do Banco Espírito Santo Angola, acusa a justiça portuguesa de racismo e colonialismo. O ex-banqueiro, acusado de 23 crimes como burla agravada, apresentou uma queixa no Tribunal Europeu dos Direitos Humanos. A defesa diz que a justiça portuguesa apreendeu ilegalmente o passaporte angolano do arguido e ainda que foi o único de todos os acusados com uma medida de coação mais grave – a prestação de uma caução de seis milhões de euros – por ser negro. 

Poderá também achar interessante