Início Política CARMON reactiva programa de alfabetização em parceria com o Ministério da Educação

CARMON reactiva programa de alfabetização em parceria com o Ministério da Educação

por Redação

Luanda, 19 de Setembro de 2023. A construtora CARMON e o Ministério da Educação (MED) assinaram hoje um acordo de parceria com vista a apoiar o combate ao analfabetismo e atraso escolar nas comunidades.

Trata-se da reactivação do protocolo que tem como objectivo a materialização da política do Ministério da Educação no âmbito da alfabetização e educação de adultos e que apoiará a população que reside nas localidades próximas aos estaleiros de apoio às obras da empresa com necessidades em aprender a ler e escrever.

A reactivação desta iniciativa, com duração de 4 anos, foi hoje confirmada numa cerimónia que decorreu na sala magna do Ministério da Educação e contou com a presença de Sua Excelência Secretário de Estado para a Educação Pré-Escolar e Ensino Primário, Dr. Pacheco Francisco, e representantes da CARMON.

“O Protocolo a que hoje estamos a dar início, e que se insere na nossa política de responsabilidade social, terá um impacto muito positivo na melhoria da educação do capital humano nacional, através da disponibilização e apetrechamento de salas de aulas, incentivos aos alfabetizadores e doação de materiais escolares”, refere o porta-voz da CARMON, Dr. Roberto Queta.

“Este é um protocolo de reactivação, pois o programa de alfabetização levado a cabo pela CARMON não começou agora, remonta ao ano de 2016, tendo ajudado pessoas com necessidades em aprender a ler e escrever. Em 2018, celebrámos o primeiro protocolo com o MED com as mesmas características, que terminou em 2022. Portanto, este protocolo é a reafirmação do nosso compromisso com as comunidades e inclusão social”, acrescenta o porta-voz.

No âmbito desta parceria, ao Ministério da Educação compete garantir o apoio institucional para efectivação do presente Protocolo em todo o território nacional, disponibilizar à CARMON os instrumentos normativos administrativos, pedagógicos e metodológicos para a criação das turmas de educação de adultos, inspeccionar e supervisionar essas turmas, proporcionar aos docentes a devida formação e garantir a certificação dos alunos.

Em termos históricos, o protocolo 2018-2022 permitiu alfabetizar 558 alunos, entre colaboradores da empresa e externos, e doar mais de 2.500 quites de materiais escolares diversos, entre os quais carteiras, quadros, manuais, cadernos e lapiseiras.

“Foi o que fizemos de 2018 a 2020, porque depois disso o projecto amorteceu, as aulas foram interrompidas em todo o país em função das restrições impostas pela Covid-19. Mas agora, como a CARMON está a dar início a duas novas obras, e como este processo de alfabetização geralmente ocorre nas zonas onde a empresa tem obras, acreditamos que este é o momento mais adequado para restabelecer o protocolo e continuarmos a dar o nosso contributo na materialização da política do Ministério da Educação para a erradicação do analfabetismo no nosso país”, destaca o Dr. Roberto Queta.

Sobre a CARMON

A CARMON REESTRUTURA é uma empresa 100% angolana, concebida para actuar no sector de Construção Civil e Obras Públicas. Fundada em 2007, hoje, a CARMON está consolidada como uma das maiores empresas angolanas do ramo.

A CARMON, com sede no município de Belas – Talatona, em Luanda, e presente nas províncias de Bengo, Malanje e Namibe, serve o país, aposta na formação contínua de quadros angolanos, no desenvolvimento da política de sustentabilidade e responsabilidade social, aliado ao histórico no apoio a projectos e comunidades. Nos últimos anos, ficou bastante conhecida entre os angolanos devido à eficiência com que executou várias obras, como os viadutos do Kilamba, Cazenga e Zango.

Poderá também achar interessante