Início Sociedade Serviço de Investigação Criminal mantem-se implacável e não dá tréguas aos bandidos

Serviço de Investigação Criminal mantem-se implacável e não dá tréguas aos bandidos

por Redação

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) não está a dar tréguas aos criminosos nesta quadra festiva e alerta que está atenta aos movimentos dos delinquentes em todo o país, pelo que não serão permitidos quaisquer distúrbios ou atentados que afecte a tranquilidade e o bem-estar dos cidadãos.

Assim sendo, cerca de 18 cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre 18 e 35 anos, foram detidos e apresentados aos órgãos de Comunicação Social, na terça-feira, 22 de Dezembro de 2020, pelo Servico de Investigação Criminal (SIC), no Uíge, como presumíveis autores de diversos crimes.
De acordo com o Director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Delegação Provincial do Interior, Serafim Panzo dos Santos, os infractores ora apresentados são resultados de micro-operações, sequências investigativas e buscas dirigidas, realizadas no período compreendido de 4 à 21 do corrente mês.
Destas acções, foi possível a recuperação e apreensão de 574 sacos de arroz, 5 armas de fogo, 3 botijas de gás butano, 1 aparelho de som, 1 computador, 4 cadeiras plásticas e valores monetários na ordem de Kz 1.800.000,00 que se encontravam em posse dos supostos criminosos.
Há a salientar que os infractores já foram encaminhados ao Ministério Público para os procedimentos legais que se impõem.
Na mesma esteira o SIC desmantelou um grupo que «aterrorizava» munícipes do cubal, integrado por cinco supostos criminosos, que nas últimas semanas realizava assaltos a mão armada no município do Cubal, província de Benguela.
Segundo o porta-voz do SIC na província de Benguela, subinspector Victorino Kotingo, os alegados criminosos, com idades compreendidas entre os 20 e 25 anos, são considerados altamente perigosos por usarem armas de fogo durante as suas acções.
Victorino Kotingo explicou que o grupo realizava assaltos a residências e na via pública, sempre com o recurso a três armas de fogo do tipo AKM e uma pistola, todas já recuperadas com os respectivos carregadores e munições.
O subinspector adiantou que, durante a detenção dos mesmos nas localidades de Yambala, Kapupa, povoações do Kamondongolo e Halo, todas no Cubal, foram apreendidas igualmente quatro motorizadas de marcas diversas e 850 mil Kz.
Os supostos meliantes foram já presentes ao agente do Ministério Público onde, no primeiro interrogatório, confessaram a autoria de diversos crimes e, devido ao risco de fuga e por representarem perigo a população, foi-lhes aplicada a medida cautelar de prisão preventiva, aguardando-se a conclusão da instrução preparatória dos autos.
Entretanto, o comandante municipal da PN no Cubal, superintendente Bernardo Segunda, referiu que a corporação registou nos últimos dois meses 35 crimes diversos, com realce para roubos e furtos com recurso a armas de fogo, tendo já sido detidos 15 cidadãos envolvidos nesses crimes.
O comandante municipal garantiu que o desmantelamento do grupo considerado perigoso vai permitir que os munícipes celebrem a quadra festiva em paz e tranquilidade, acrescentando que as forças de defesa e segurança estão já a afinar os aspectos estratégicos para o asseguramento deste período natalício antes, durante e depois da quadra festiva.
*(Com agências)

Poderá também achar interessante