Início Sociedade Má actuação da polícia não justifica desobediência social

Má actuação da polícia não justifica desobediência social

por Redação

A nossa sociedade já é carente de valores morais e cívicos, incentiva-los a isto é como se quiséssemos destruir o nosso país, devemos é exigir maior responsabilidade, zelo e ética deontológica na polícia nacional e responsabiliza-los civil e criminalmente em caso de excesso de zelo.

Já é do conhecimento de todos nós que as fragilidades da nossa polícia foram postas à prova pela pandemia da covid19 e por conta disto várias ações dos agentes demostram a insensibilidade que estes têm para com o povo que deveriam assegurar, a prova disto é a morte do médico Sílvio Dala, morto pela polícia por não usar a máscara dentro da sua viatura em que seguia sozinho, a esta morte somam-se mais duas outras fatalidades, como nos consta, onde um jovem foi baleado em Viana e o outro morto na província do Kwanza Norte, por agentes da ordem na tentativa de repôr a legalidade.

A forma como a polícia age com a população é reflexo do conjunto de políticas falhadas gizadas pelo ministério do Interior, que vive a sustentar um sistema punitivo ao invés do preventivo, a razão disto ser assim é que o ingresso à polícia hoje é apenas um negócio para ocupar os desempregados, por isso, é que tem sido a polícia que mais tem empregado os jovens nos últimos anos, o que demostra que já não cumpre nem obedece o dever patriótico.

Nós precisamos de uma polícia formada e a altura dos nossos desafios, uma polícia que dialoga e garante a segurança do povo, uma polícia que sensibiliza e não que se aproveita das fragilidades da população carente para faturar. Nenhuma explicação servirá para justificar uma vida perdida ou uma bala disparada contra alguém que não usava ou usava mal a máscara, por isso, quem assim se proceder deve ser punido severamente como manda lei. Não se pode admitir que continuemos a ter uma polícia que causa mais insegurança as famílias do que a própria pandemia.

Ademais, a esta má gestão e as constantes imprudências da polícia nacional não deve abrir caminho para a desobediência social, o que seria uma catástrofe, ou seja, estaríamos todos a contribuir para desestruturação da nossa sociedade.

A nossa sociedade já é carente de valores morais e cívicos, incentiva-los a isto é como se quiséssemos destruir o nosso país, devemos é exigir maior responsabilidade, zelo e ética deontológica na polícia nacional e responsabiliza-los civil e criminalmente em caso de excesso de zelo.

Fonte: Notável365News

Poderá também achar interessante