Início Sociedade IGAE prende na Huíla agentes da Polícia Nacional e funcionários públicos apanhados a extorquir cidadãos

IGAE prende na Huíla agentes da Polícia Nacional e funcionários públicos apanhados a extorquir cidadãos

por Redação

A IGAE (Inspecção Geral da Administração do Estado), na província da Huíla, deteve em flagrante delito, na quarta-feira (25), nos municípios do Lubango e Humpata, oito cidadãos, entre os quais um funcionário da saúde, três agentes da Polícia Nacional (PN) e quatro fiscais da administração do Lubango, por extorsão e recebimento ilícito de valores

A informação foi avançada, quinta-feira (26), à Angop, por uma fonte da IGAE na Huíla, referindo serem as primeiras detenções que a instituição faz na província, desde a sua instalação naquela região em Março do ano em curso, graças a denúncias recebidas.
A fonte explicou que o primeiro caso trata-se de um funcionário público de 32 anos de idade, técnico médio de 3ª classe e colocado na direcção municipal da Saúde no Lubango, que foi encontrado a receber cinco mil Kwanzas do seu denunciante, para que lhe fosse prestado um serviço de estomatologia.
Com esse detido, o IGAE encontrou 44.850 Kwanzas que se supõem terem sido angariados de forma indevida.
“Outra detenção é de um agente de primeira classe da polícia, de 31 anos, colocado na Brigada Motorizada, no município da Humpata, apanhado a extorquir dois mil Kwanzas a um cidadão, por alegadamente não possuir a documentação em ordem”.
Já o terceiro caso, que decorreu na segunda-feira, a equipa da IGAE constatou que dois agentes do Comando Municipal e quatro fiscais da Administração, todos do Lubango, extorquiram 20 mil kwanzas a um moto-taxista por alegadamente realizar a sua actividade em local impróprio.
A fonte revelou que durante o acto de recepção indevida de valores foi igualmente cometido o crime de abuso de autoridade por um dos agentes da Polícia, que apontou a sua arma de fogo ao moto-taxista, em plena via pública.
“Os cidadãos em causa já foram entregues aos técnicos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) na Huíla a fim de serem presentes ao Ministério Público (MP) para definição da medida de coação pessoal”.
A IGAE é o órgão auxiliar do poder executivo, a quem compete efectivar o controlo interno administrativo da administração pública por via da inspecção, fiscalização, auditoria, supervisão, sindicância e averiguação da actividade de todos órgãos, organismos e serviços da administração directa e indirecta do Estado e das administrações autónomas.
A sua actuação, no âmbito do controlo interno, operacionaliza-se essencialmente por detectar fraudes, actos de corrupção, improbidade, irregularidade, desvios de condutas por parte de funcionários públicos ou agentes administrativos, garantindo desta feita a defesa do património público, fortalecimento da integridade e transparência na gestão dos bens públicos. (Com agências)

Poderá também achar interessante