Início Sociedade Confirma-se Mário Durão devia ser executado no Sábado 2 Julho no largo da Autopechincha

Confirma-se Mário Durão devia ser executado no Sábado 2 Julho no largo da Autopechincha

por Redação

No sábado 2 do corrente mês, o ativista social Mário Durão sofreu um assalto no bairro Vila Alice nas imediações do largo do Autopechincha frente ao Bom Sabor, parecia um filme de terror os assaltantes executor só não mataram o ativista porque o mesmo não mostrou resistência e foram identificados pelas pessoas da circunvizinhança do largo.

Alguns dias depois, no casamento do empresário do ramo farmacêutico Divaldo Neto, ouvi-se a conversa que objectivo era matar Mário Durão, e só não mataram porque ele esteve calmo e sereno e deu tudo que os assaltantes executores pediam.

Sabe-se, segundo a conversa do casamento que as pessoas que queriam tirar a vida do ativista estão bem identificadas e a polícia já está a par da situação. A nossa equipa fez todo esforço para ouvir o ativista Mário Durão, mais até o fecho desta matéria não obtivemos resposta.

Alguns jovens que estiveram no largo que falaram no anonimato com a nossa equipa, confirmou a informação, e disse que a vida de Mário Durão corre risco, ele só não morreu no sábado porque ele fez tudo que os assaltantes pediam.

A nossa equipa sabe que os caso já está na mão da polícia nacional.

Peça-se as autoridades competentes em especial o Sr.Ministro do Interior Eugênio Laborinho para tomar medidas urgente porque o pior pode acontecer.

Poderá também achar interessante