Início Sociedade Angola recebeu 165 mil doses de vacinas, mas cidadãos alegam que as vacinas chegam a “conta-gotas” e não beneficiam todos

Angola recebeu 165 mil doses de vacinas, mas cidadãos alegam que as vacinas chegam a “conta-gotas” e não beneficiam todos

por Redação

Angola recebeu as primeiras 165.600 doses de vacinas da farmacêutica Janssen. Vacinas de dose única vão facilitar inoculação de populações transumantes ou nómadas, dizem as autoridades angolanas. Entretanto, a maioria dos angolanos ainda não têm acesso às vacinas e dizem temer que nunca serão vacinados, pelos números irrisórios de doses que têm sido recebidas, considerando uma população de 30 milhões de habitantes

As vacinas, de várias proveniências e marcas, chegam ao país a “conta – gotas” e, desde que se começou a vacinar (algumas pessoas), o número ainda não atingiu sequer a metade da população angolana.

Assim sendo, a chegada no domingo (o8), de 165.600 doses de vacinas contra a Covid-19, desta feita da farmacêutica Janssen, do grupo Johnson & Johnson, adquiridas pelo Governo angolano através de uma plataforma da União Africana, não foi motivo de grande satisfacção para os angolanos que, pelo número de doses, acreditam que não serão vacinados tão brevemente.

Segundo o secretário de Estado para a Saúde Pública de Angola, Franco Mufinda, estas vacinas serão administradas nas províncias do Cunene, Cuando Cubango, Huíla e Namibe. “Estas vacinas vão-nos facilitar vacinar sobretudo as populações transumantes ou até nómadas, já procedemos ao levantamento das pessoas que temos nesta condição e nos próximos dias poderemos iniciar o processo de vacinação”, referiu Franco Mufinda, em declarações à imprensa.

Franco Mufinda frisou que cada vacina, de dose única, foi adquirida ao custo de 7,5 dólares (6,37 euros).

Este é o primeiro lote de vacinas que deverão chegar a Angola, numa periodicidade mensal, até Setembro de 2022, informou o representante da Afreximbank, Humphrey Nwungo, salientando que foram disponibilizados dois mil milhões de dólares (1,7 mil milhões de euros) de garantia para a produção de vacinas pela Janssen.

Com os números das últimas 24 horas, o país contabiliza agora 43.662 casos positivos, 1.049 óbitos, 4.122 recuperados e 2.491 activos, dos quais 13 em estado crítico, 16 graves, 92 moderados, oito leves e 2.362 assintomáticos, estando 129 pessoas internadas, 217 outras em quarentena institucional e 806 contactos sob vigilância epidemiológica.

Os dados disponibilizados, sexta-feira, pelas autoridades sanitárias do país indicam que já foram administradas 1,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19. Quando se vai cobrir o número total de cidadãos? Eis a questão! (Com agências)

Poderá também achar interessante