Início Sociedade Agência do banco BAI desrespeita João Lourenço

Agência do banco BAI desrespeita João Lourenço

por Redação

A agência do banco BAI de Viana Park, em desrespeito ao comunicado do governo que decreta o aumento esta semana de mais uma hora de trabalho, até às 16 horas, à função pública e aos serviços de atendimento público, como é o caso dos bancos, em função do feriado de 23 de Março (Dia da Libertação da África Austral) que calha na próxima terça-feira, havendo por isso ponte na segunda-feira (22), mesmo diante de uma grande presença de clientes, fechou as portas às 15 horas.

A situação criou um enorme reboliço e descontentamento entre os cidadãos presentes, muitos dos quais pretendiam resolver problemas pontuais e urgentes, aproveitando a hora a mais decretada pelo Executivo.

Diante dos protestos dos cidadãos, a gerente da referida agência do BAI, em Viana Park, em tom prepotente, disse arrogantemente que desconhece a determinação do Governo em ter estendido o horário de serviço em mais uma hora nesta semana.

Entre a insatisfacção geral e o disse que disse que se gerou no local, não faltaram alusões como «o país está descomandado»; «estamos entregues à bicharada»; «país do pai banana»; «João Lourenço está desgastado e isto são efeitos nocivos da sua impopularidade»; «João Lourenço não cumpre as suas promessas, está desgastado, e criou um estado de deixa andar, em que cada dirigente faz o que bem entende», entre muitos outros mujimbos.

O que é verdade é que por causa da atitude negligente e/ou de malandrice da gerente do banco BAI de Viana Park, dezenas de cidadãos foram prejudicados nos seus propósitos e afazeres.

Há que pôr ordem no “circo”, em que parece que o país se transformou. Situações idênticas, de prepotência e abuso de autoridade acontecem todos os dias em diversos sectores públicos

Poderá também achar interessante