Início Política William Tonet – Um camaleão chantagista sem cáracter

William Tonet – Um camaleão chantagista sem cáracter

por Redação

O controverso jornalista angolano William Tonet, que foi um dos mais acérrimos detratores de José Eduardo dos Santos durante o seu longevo regime enquanto Presidente da República, destaca-se agora como o seu maior defensor, bem como de sua família, com ênfase para a filha primogénita, Isabel dos Santos.

Defender José Eduardo dos Santos pelo que fez e não terá feito, é um direito de quem assim o entender fazer, desde que seja dentro dos limites do que se pode considerar justo, honesto e real, sem exageros propagandísticos.

Porém, o que estranha em William Tonet, é a sua mudança repentina de “água para vinho”, qual camaleão que muda de cor conforme o lugar em que pisa, dando o dito pelo não dito, numa reviravolta que surpreende até o diabo. Têm sido suas práticas as jogadas maquiavélicas para tirar benefícios doam a quem doer.

Enquanto proprietário e diretor de um jornal, William Tonet aproveitou-se do trabalho e da boa -fé de muitos bons jornalistas a quem aliciou para trabalharem com ele e acabou depois por enganá-los e aproveitar-se dos seus esforços.

Muitos são os profissionais que ainda lamentam os trabalhos que fizeram e o “diretor” Tonet, que não admite que alguém o ultrapasse em competência, usurpava-lhes a autoria, destacando sempre o seu nome em algo que não lhe pertencia.

Quem reclamasse, sofria as consequências, era enxovalhado e despedido. Depois, ainda levava a fama de incompetente, de mau colega e até de “perigoso inimigo público”.

Notícias que circulam, voltam a trazer à tona um problema que, há algum tempo atrás, punha em dúvida o “diploma” do homem. É que, além de apelidado como “pseudo jornalista”, Tonet também se intitula “advogado”, mas, nem a própria Ordem dos Advogados de Angola reconhece a validade do seu diploma.

Porque gosta de apresentar-se como o “grande sábio”, “homem dos mil ofícios”, as notícias que circulam referem que é, simultaneamente, “lobbista, ativista, corrupto e até tem curso, tirado na universidade dele, onde era o único aluno”. Continuando, questiona: “Quem é este ‘monstro’ que subjuga e passa a vida a julgar os outros pelo sucesso empresarial e politico”.

Entretanto, tem que se perguntar ao Sr. William Tonet, “como é que ele adquiririu, enquanto jornalista, ativos como discotecas, restaurantes, universidades, lojas e outros grandes investimentos que, por incapacidade de gestão, foram todos à falencia”?

São investimentos que “caíram do céu” ou então, o “Folha Oito” deve dar muito dinheiro, até para pagar os estudos e estadia dos filhos do seu fundador que vivem em Portugal.

Este dito jornalista e “polítólogo”, não passa de um chantagista. Por exemplo, antes atacava com todas as forças e até ao extremo, o ex- Presidente da República e o seu governo; atualmente é o seu maior defensor, bem como de Isabel dos Santos. “Hipocrisia tem limite”, subinham.

Em jeito de remate final, considera-se que, a William Tonet, “só falta matricular-se agora na Universidade de Harvard para fazer o doutoramente em ‘Intriga e Extorsão’. Porque o mestrado já ele tem”.

É caso para dizer: “a saliva jogada ao ar acaba por cair na cara”!!!

Poderá também achar interessante