Início Política OFICIAIS DO MINISTÉRIO DO INTERIOR CONTEMPLADOS PASSAM A VIVER NA URBANIZAÇÃO BOA VIDA O ACTO OCORREU NA PRESENÇA DE EUGÉNIO LABORINHO E TOMASZ DOWBOR

OFICIAIS DO MINISTÉRIO DO INTERIOR CONTEMPLADOS PASSAM A VIVER NA URBANIZAÇÃO BOA VIDA O ACTO OCORREU NA PRESENÇA DE EUGÉNIO LABORINHO E TOMASZ DOWBOR

por Redação

O Ministro do Interior, Eugénio Laborinho, acompanhado pelo Secretário de Estado do Interior, Comandante Geral da Polícia Nacional, Directores Gerais dos Serviços Executivos Centrais e outros membros do Conselho Consultivo do seu órgão, procedeu, hoje, sábado, 24, de em Luanda, a inauguração e entrega simbólica de um projecto habitacional, sito na urbanização Nova Vida, ao município de Belas e é financiado e coordenado pela Caixa de Protecção Social do ministério do interior.

Ao tomar a palavra, Eugênio Laborinho, considerou serem inúmeras as solicitações para aquisição de moradias, mas que a situação financeira conhecida por todos, condiciona a atribuição a um número mais elevado de efectivos.

Acrescentou, o Ministro, que tudo está a ser feito para inverter o quadro e por este facto, os presentes testemunharam a assinatura de mais um contrato para a construção de 300 residências, com objectivo de responder a gritante carência.

Para além da inauguração, o acto serviu para o Ministro do Interior, o Secretário de Estado do Interior e o Comandante Geral da Polícia Nacional fizessem a entrega simbólica de cinco residências a oficiais comissários que representam os cinco órgãos que integram o MININT.

Prestigiaram a actividade, diversas figuras do MININT, com destaque ao Secretaria de Estado do Interior, Comandante Geral da Polícia Nacional, Inspector Geral Interino do MININT, Directores Gerais do Serviço de Investigação Criminal, Serviço de Migração e Estrangeiro, Serviço Penitenciário, Comandante do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros, Delegado Provincial do MININT da capital do pais, membros do Conselho Consultivo Alargado do MININT e da Caixa de Protecção Social.

O projecto que receberá 225 beneficiários, entre segurados e pensionistas dos órgãos executivos directo e respectivas famílias, demonstra a clara aposta do MININT e do executivo na melhoria das condições sociais do efectivo do citado órgão ministerial e do povo angolano no geral.

Poderá também achar interessante