Início Política MPLA na “corda bamba”: Bento Kangamba vai abandonar o partido por não ser tido nem achado

MPLA na “corda bamba”: Bento Kangamba vai abandonar o partido por não ser tido nem achado

por Redação

O carismático politico e empresário, Bento Kangamba, é dado como estando de saída do MPLA. Segundo fontes geralmente bem informadas, que citam informações provenientes de círculos próximos de Kangamba, o político abdica do MPLA, partido em que sempre militou e o projectou para a ribalta do cenário político angolano, por se sentir preterido e votado ao abandono desde que João Lourenço assumiu a liderança do partido e do país

Japer Kanambwa

A estrondosa revelação surge num momento em que o também empresário e militante do MPLA, Henriques Miguel ‘Riquinho’, lançou esta semana, através da rede social WhatsApp, um ultimato ao seu partido, prometendo abdicar da sua militância, caso até ao dia 31 de Agosto deste ano o MPLA não lhe pague a dívida que tem vindo a cobrar por serviços prestados ao governo.
Riquinho deixa um ‘sério’ aviso ao seu partido que irá, não só largar as suas fileiras, como irá mobilizar-se para a realização de um acto de protesto que o levará de Talatona até à Cidade Alta, mais concretamente até à Igreja de Jesus, de cruz às costas.
No caso de Bento Kangamba, relatam as fontes, apesar de todo o seu empenho em prol do engrandecimento do partido dos camaradas, levando sempre, a seu jeito, uma mensagem de esperança, de amor ao próximo e de paz, o que muito agrada às pessoas, nos últimos tempos, tem sido alvo de pressões veladas e de um certo afastamento no seio do partido, havendo mesmo insinuaçãoes de que a situação terá a ver por ser considerado como um membro do “Clã Dos Santos”.
Devido a um ambiente de instabilidade e de insegurança que se gerou à sua volta, não sendo tido nem achado para as actividades partidárias que sempre foram o seu forte, Bento Kangamba, desiludido, pretende abandonar o MPLA.
As fontes referem ainda que a insatisfacção que Kangamba tem demonstrado em meios próximos a si, está a alastrar-se aos militantes que, por razões óbvias, também estão seriamente agastados com o partido, porque dizem que estão a ser enganados pelas actuais políticas que estão a matar o povo de fome e miséria.
A saída de Bento Kangamba, que é considerado como o “activista do povo”, o homem que sempre teve capacidade de lidar directamente com as massas populares, no actual momento de crise económica e social que se vive em todo país, em meio a contestações e algumas convulsões que têm alterado os ânimos populares, poderá ter um efeito “bola de neve” e vai fazer com que centenas ou milhares de militantes abandonem as fileiras do MPLA a favor de outra força política.
O prestígio de Bento Kangamba no seio da sociedade, deve-se não só ao seu carácter humilde, mas também ao grande empenho com que sempre realizou as tarefas do partido, o zelo com que cumpre as orientações superiores e o amor ao povo.
As proezas de Kangamba afiançaram ao MPLA enormes benefícios, sobretudo no que toca à mobilização das massas e transmissão das mensagens do partido, a forma como avalia a organização das suas estruturas de base e incute confiança e serenidade aos cidadãos.
Dos vários cargos que desempenhou, desde o secretariado provincial de Luanda ao Comité Central, na sua qualidade de secretário Itinerante, foi Kangamba quem desbaratou as grandes praças eleitorais dos partidos da oposição e arrastou as populações para votarem nos camaradas.
Os militantes do MPLA e as camadas mais desfavorecidas do povo angolano, e não só, têm nele um verdadeiro amigo, um protector, um salvador, pois, além de fervoroso político, é um exímio praticante da filantropia. Com meios próprios, sem recorrer ao erário público, como muitos fazem para depois colher dividendos, Kangamba salvou populações da fome e da nudez; salvou multidões da morte ao abastecer diversos hospitais, com medicamentos, alimentação e material gastável; já combateu greves injectando o seu dinheiro para minimizar situações de carência; ajuda pessoas doentes e em estado de necessidades extremas, quer seja nas cidades como em aldeias recônditas do nosso país, sem esquecer o impulso que tem dado ao desporto e à cultura, entre tantas outras actividades sociais e culturais.
Por tudo isso, os militantes do MPLA consideram Bento Kangamba um elo importante na maquinaria do partido e apelam ao Presidente João Lourenço a ter em conta a abnegação e a grande contribuição que Kangamba tem dado ao partido, sobretudo nas campanhas eleitorais. A sua saída será um grande prejuízo e vai pesar contra o MPLA na balança das eleições gerais que se avicinham. Voltaremos com mais detalhes do assunto nas próximas edições!

Poderá também achar interessante