Início Política João Lourenço foi forçado a cancelar visita à Cabinda por causa de ambiente hostil

João Lourenço foi forçado a cancelar visita à Cabinda por causa de ambiente hostil

por Redação

O Presidente da República cancelou a viagem que pretendia fazer na sexta-feira (13) à província de Cabinda, de acordo com uma nota do gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa da Presidencia da República, que no entanto não esclarece as razões deste cancelamento.
A notícia chega num momento em que vários jornalistas foram despachados para a província num avião militar depois de testarem negativo a Covid 19.
“João Lourenço tinha programado uma visita de trabalho ao enclave para os dias 13 e 14”. Contudo, segundo notícias postas a circular, uma fonte militar disse que as acções hotis da FLEC devem estar na base desta decisão de João Lourenço, acrescentando que além da FLEC, as forças de segurança têm manifestado preocupação com o ambiente político e social na província, considerado banstante tenso.
De acordo com a agência Lusa, “o braço-armado da Frente de Libertação do Estado de Cabinda (FLEC) reivindicou na segunda-feira (09) ter morto sete soldados das Forças Armadas Angolanas (FAA) num ataque realizado durante a madrugada, prometendo continuar os ataques até que Luanda assuma um “diálogo franco”.

Poderá também achar interessante