Início Política Empréstimo à empresa de Isabel dos Santos resulta em multa a banco alemão

Empréstimo à empresa de Isabel dos Santos resulta em multa a banco alemão

por Redação

Segundo o jornal “Süddeutsche Zeitung”, o banco estatal alemão KfW-Ipex-Bank terá de pagar uma multa de 150.000 euros por negócios problemáticos em Angola, envolvendo um empréstimo a uma empresa de Isabel dos Santos

Por causa de um empréstimo do KfW-Ipex-Bank, concedido em 2015, e que foi revelado no âmbito do projecto de investigação jornalístico internacional “Luanda Leaks”, o Ministério Público de Frankfurt, impôs a pena “por violação negligente” da Lei de Lavagem de Dinheiro. 

Em 2015, o KfW-Ipex-Bank, cuja missão é promover as exportações alemãs, emprestou cerca de 50 milhões de euros ao banco estatal angolano BPC (Banco de Poupança e Crédito), que concedeu um empréstimo a uma cervejeira (Sodiba) controlada pela empresária angolana, filha do ex-Presidente angolano José Eduardo dos Santos.

O consórcio jornalístico adianta, no seu site, que o empréstimo foi usado por Isabel dos Santos, para comprar a cervejeira e equipamentos de enchimento das garrafas, adquiridas ao fabricante alemão Krones AG.

A Krones AG, questionada na sequência das revelações do “Luanda Leaks”, disse aos jornalistas que desconhecia que a Sodiba pertencia a Isabel dos Santos.

No ano passado, as autoridades de Frankfurt iniciaram uma investigação ao banco alemão, uma das principais instituições de financiamento estatais, que foi, entretanto, suspensa por falta de provas, segundo o jornal.

O Süddeutsche Zeitung adianta ainda que Isabel dos Santos afirmou desconhecer o empréstimo do KfW e que a cervejeira não tinha qualquer ligação ao Estado angolano.

Em Março foi noticiado que a cervejeira – Sociedade de Distribuição de Bebidas de Angola (Sodiba) – tinha evitado a falência com “receptividade dos bancos para reestruturar a dívida”, corte de despesas e a “quase anulação do plano de investimentos”, como disse na altura o presidente executivo da empresa, Luís Correia.

Luís Correia tinha anteriormente afirmado que a Sodiba “é uma empresa com necessidade de investimento e onde a engenheira Isabel dos Santos injectou, ao longo dos últimos anos, biliões de Kwanzas para apoio aos défices de exploração, reforço de fundo de maneio e garantia de investimento”.

A empresa foi arrestada pelas autoridades anglanas levando à crise que quase provocou a sua falência. (Com agências)

Poderá também achar interessante