Início Política Confirmado em tribunal que GRECIMA dava dinheiro à empresa de que Manuel Rabelais é sócio

Confirmado em tribunal que GRECIMA dava dinheiro à empresa de que Manuel Rabelais é sócio

por Redação

Tal como tem sido amplamente divulgado, está-se a confirmar em Tribunal que o GRECIMA foi uma instituição criada apenas para delapidar o erário público.
O ex-director do extinto Gabinete de Revitalização da Comunicação Institucional e Marketing da Adminitração (GRECIMA), Manuel Rabelais, confrontado em tribunal e diante dos factos, não teve como driblar e confirmou ser sócio da empresa “Interactive Multimédia”, a quem o GRECIMA emitiu “carta de conforto” para adquirir divisas junto do Banco Nacional de Angola (BNA), cujo somatório terá totalizado cerca de 98 milhões de euros em prejuízos do Estado.
Na reabertura da audiência de discussão e julgamento na Câmara Criminal do Tribunal Supremo, quando foi interrogado pelo juiz auxiliar Pedro Fuantoni, Manuel Rabelais respondeu afirmativamente que é sócio da empresa que beneficiou de apoios do GRECIMA ao sector da comunicação.
A revelação de que o GRECIMA tinha apenas dois funcionários, é a confirmação de que o tal gabinete não passava de uma instituição de “faz de contas”, concebida propositadamente para “lavagens” psicológicas, para enganar, distorcer os factos e, principalmente, roubar o Estado. Dos dois funcionários, um era o próprio Manuel Rabelais, sendo porém uma assistente e colaboradora eventual, Maria do Rosário Pedro de Morais, quem, às vezes, chegava a assinar documentos, até aqueles dirigidos ao BNA, segundo a constatação do juiz Pedro Fuantoni nos autos. SP

Poderá também achar interessante