Início Opinião Vitimização: A tática preferida de Adalberto Costa Junior

Vitimização: A tática preferida de Adalberto Costa Junior

por Redação

Um texto posto a circular nas redes sociais faz ataques contundentes e bastante graves contra o presidente da UNITA, Adalberto Costs Júnior, com o seguinte teor:

«Parece-me que os meus colegas ainda não perceberam o perigo que existe em acreditar em histórias contra o presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior.
Eu já venho alertando a sua tática preferida de vitimização, porque é assim que ele também conseguiu ser “eleito” presidente da UNITA, para além de ter contado (e continua a contar) com apoio financeiro dos marimbondos que delapidaram este país, para tirar João Lourenço do poder à força.
Eu conheço o perfil de Adalberto Costa Júnior.
Ele próprio manda publicar histórias em certos jornais contra si para que a sociedade tenha pena de si e diga que é o MPLA e o SINSE que estão por trás do seu insucesso.
O tal diploma de engenheiro electrotécnico não consegue mostrar até hoje!
O Correio da Kianda publicou nesta segunda-feira, 19, uma fake news, montada pelo ACJ.
Não é verdade que Rafael Massanga Savimbi vá ser julgado no dia 22 para responder a um processo de conspiração contra o presidente da UNITA. Na UNITA, não existe nenhum processo contra Rafael Savimbi, filho de Jonas Savimbi.
O que o Adalberto Costa Júnior está a fazer, mais uma vez, é matar o nome de possíveis seus substitutos na Presidência da UNITA, pois tem consciência de que não vai conseguir sustentar as suas mentiras para sempre.
Dentro da UNITA, sobe, a cada dia, uma insatisfação em relação ao desempenho de ACJ. Como não tem respostas, é o próprio Adalberto Costa Júnior que paga jornalistas para escrever histórias contra si.
Isso vai acontecer mais vezes.
O Adalberto Costa Júnior é um indivíduo que, para ser chefe, faz tudo. Para ser chefe, atropela tudo e todos.
A imprensa não pode entrar nestes jogos sujos de Adalberto Costa Júnior. A imprensa não pode publicar fake news.
O Jornalismo tem de ser escravo da verdade!» (Carlos Alberto)

Poderá também achar interessante