Início Mundo Prisão perpétua para jovem que matou mãe, pai, irmã e avó

Prisão perpétua para jovem que matou mãe, pai, irmã e avó

por Redação

Família pensava que o jovem estava a tirar um curso superior, mas Menhaz fora suspenso por más notas.

Um jovem matou quatro elementos da sua família para garantir que estes não descobrissem que a sua vida era, afinal, uma mentira.
Menhaz Zaman matou, em primeiro lugar, a mãe, e uma hora depois a avó. A seguir, foi jogar videojogos enquanto esperava, calmamente, que o pai e irmã chegassem a casa. Todos eles morreram com um golpe na garganta.
O crime aconteceu em Julho de 2019, um dia antes de o jovem concluir o ensino superior, com uma licenciatura em engenharia, pela universidade de York, no Canadá. Ou pelo menos, assim pensava a sua família.
Como conta o Mirror, Menhaz Zaman, de 24 anos, foi suspenso do curso devido às más notas que tinha e passava os dias num centro comercial local, no ginásio e a jogar videojogos em casa.
Após o crime, o jovem terá enviado uma mensagem aos seus amigos virtuais dando-lhes conta do que fizera, algo que, segundo o mesmo, já estava a ser planeado há três anos, e embora se sentisse um ser humano patético e covarde, enfatizava que o medo e nervosismo tinham chegado ao fim naquele momento.
No mês passado (Setembro/2020), o suspeito foi considerado culpado pelo homicídio em segundo grau da mãe e em primeiro grau da avó, pai e irmã e, esta segunda-feira (26.10), conheceu a sua sentença. O tribunal decidiu decretar uma pena de prisão perpétua sem possibilidade de liberdade condicional durante 40 anos pelos quatro homicídios. (In MM)

Poderá também achar interessante